POLICIAIS PRENDEM LADRÃO DE CARROS EM NITERÓI


Criminoso roubava os veículos e levavam para Favela Nova Holanda, de onde eram clonados e revendidos em sites e grupos de venda

Sidnei da Conceição Ribeiro da Silva de 21 anos, mais conhecido como Nem (Foto: Divulgação)
Da Redação



NITERÓI - POLICIAIS CIVIS da 78ª DP (Fonseca) prenderam em flagrante na noite dessa quarta-feira (17/05) SIDNEI DA CONCEIÇÃO RIBEIRO DA SILVA (21), mais conhecido como NEM. Ele, que é morador da Ilha do Governador, foi identificado nas investigações feitas  pela distrital como autor de vários ROUBO DE VEÍCULOS praticados nos semáforos da localidade do Ponto Cem Réis, área das 78º DP, no FONSECA.

 Munidos de informações produzidas pelo Setor de Inteligência da delegacia, e com base em levantamentos estatísticos dos roubos ali cometidos, os agentes da 78º DP se revezaram em uma vigilância velada na região, de acordo com os dias e horários de maior incidência da prática de ROUBOS.

Ontem, finalmente, por volta das 20:00h, os policiais conseguiram reconhecer e efetuar a prisão de NEM assim que ele chegou no local, e antes que ele fizesse mais uma vítima. Com NEM os agentes apreenderam um Revólver com a numeração suprimida carregado com cinco munições.

No decorrer do dia de hoje as vitimas foram convidadas a comparecer na Delegacia e quatro destas reconheceram categoricamente o acusado e o revólver apreendido em posse dele. As demais não puderam comparecer na distrital.
 De acordo com as investigações NEM atuava sozinho, escolhendo suas vítimas entre mulheres e idosos na condução de veículos Sedans ou SUVs, parados no semáforo do Ponto Cem Réis. Imediatamente após os roubos NEM levava os carros para a Favela da Nova Holanda, no Complexo da Maré, onde os entregava para um homem que já foi identificado pelos agentes da 78ª DP. Este homem era quem encomendava os veículos que posteriormente eram clonados e vendidos em sites específicos da internet. NEM recebia valores que variavam de mil a dois mil reais, dependendo do veículo roubado.

Ele será encaminhado ao sistema prisional onde ficará preso e a disposição da justiça.

PATROCINADOR