APÓS 20 ANOS, GALO DA BAIXADA VOLTA AOS CAMPOS

H. Estrela brilha nos campos mais uma vez

H. Estrela volta sem nenhuma derrota
De um encontro entre amigos ao Galo da Baixada, assim começou a história do H. Estrela Futebol Clube. Um time de futebol criado nos anos 80 e ressuscitado após 20 anos pelos mesmos amigos de antes.

Confira um pouco mais desta história na reportagem de Luciana Felipe.



Luciana Felipe:  Erico Cardoso, atualmente você é o Presidente do H. Estrela. Como surgiu o time e qual o significado do H?

Erico Cardoso, presidente do H. Estrela
 Erico Cardoso:  Quero agradecer  o incentivo que o Jornal Folha Kariocas está dando para que nosso time seja divulgado. Bom, o Estrela foi criado em 1987, pelo meu pai, Sr Hugo, daí o H do Estrela, no nosso bairro mesmo, São Cristóvão no município de Queimados. Em uma conversa entre amigos surgiu o seguinte questionamento: “Torcemos para times de outros bairros, por que não criar o nosso próprio time”?
A maioria jogava futebol, entre adultos e crianças, e não havia muito lazer no bairro, então meu pai, juntamente com alguns amigos, resolveu criar o H. Estrela Futebol Clube.

Na verdade o objetivo era unir mais a comunidade, mostrar o conceito  e noção de grupo a comunidade. Não se chega a nenhum lugar sozinho e sempre que estamos juntos estaremos muito mais fortes!

Luciana Felipe: O objetivo foi alcançado?

Erico Cardoso: No início, como todo projeto inicial, foi difícil. Mas acho que conseguimos.
Na época meu pai comprou 10 camisas brancas e ele mesmo pintou o número nelas. Faltava então o short, ele reuniu o pessoal e como a maioria tinha um azul, ficou decidido que o uniforme seria blusa branca e short azul. Tinha um detalhe verde no uniforme que não combinava nem um pouco – risos- mas este uniforme era nossa alegria e jogávamos com orgulho e alegria.

Luciana Felipe: O time já jogou fora de seu município?

Erico Cardoso: Sim. Jogamos certa vez em um lugar chamado Maria da Graça, fomos disputar um torneio, que na época era na rua. Estávamos acostumados a jogar no gramado e lá era no asfalto e mesmo assim alcançamos o 3º lugar. Em Morro agudo em, 1988, disputamos um torneio e fomos os campeões, em Queimados também jogamos com times de outros bairros como São Miguel, Santa Catarina, São Roque e sempre tivemos a sorte de sair ganhando.

Luciana Felipe: O time então ficou bastante conhecido?

Erico Cardoso: Sim. A ponto de se criar uma certa “rivalidade” com os outros times.
O tempo foi passando, os integrantes do time que na época tinham entre 13 e 14 anos, foram amadurecendo, tendo outras prioridades e por estes motivos o time deu uma parada.

Luciana Felipe: Como surgiu a idéia de trazer o time de volta?

Erico Cardoso: O mais engraçado é que recomeçou da mesma forma que havia começado, um bate papo entre amigos. Em fevereiro deste ano estávamos reunidos em um bate papo informal, tomando aquela geladinha, quando de repente surge o mesmo questionamento: “Gostamos tanto de futebol, torcemos uns para o Vasco, outros para o Flamengo, Fluminense, alguns times da cidade estão participando de campeonatos. E o time do nosso bairro?”
Deste dia em diante resolvemos resgatar nosso time. Estávamos eu, o Juninho, o Paulinho e o Denilson e por ser filho do criador do time me colocaram como presidente. Corremos em busca de uniforme, mudamos o escudo, as cores e “RESSUSCITAMOS”  o time. Depois de mais de 20 anos o H. Estrela está de volta. Vendo nosso empenho, alguns  moradores nos ajudaram e assim foi feita nossa bandeira.

Luciana Felipe: E o mascote, como surgiu?

Erico Cardoso: Procuramos fazer tudo de uma forma mais profissional possível como os grandes times. Elaboramos uma enquete na internet, alguns nomes e personagens foram escolhidos. Destes, cinco se destacaram mais: o Popye, o Tubarão, O Pit Bull, O Galo e a Calopsita. Jogamos os cinco novamente na internet e o GALO ganhou disparadamente.
Hoje somos conhecido como o TIME DO GALO.

Luciana Felipe: O Galo tem pretensões em treinar novos jogadores?

Erico Cardoso:  Devido a repercursão do time e da organização que procuramos manter sempre, sempre há pessoas querendo estar no nosso time. O Estrela é um grupo de amigos que se conhecem há muito tempo, pessoas do bairro que passaram a infância conosco. Para estar no grupo tem que ser indicado por alguém e aprovado pela maioria. Não queremos um integrante só pó que joga bem, queremos muito mais que isso.

Luciana Felipe:  Que mensagem o Estrela deixa para a comunidade e para a cidade de Queimados?

Erico Cardoso:  Hoje temos um time e o bairro já pode dizer torcemos por um time.  Pelo pouco tempo de recomeço  estamos bem, há cinco jogos que não perdemos. Além de um time para acompanhar temos assunto para discutir durante a semana.
Para a cidade de Queimados a mensagem que deixamos, apesar de não ter nenhum apoio e incentivo de ninguém, com exceção dos nossos amigos do bairro, é que temos que acreditar em nossos sonhos. Isso tudo foi um sonho de 20 anos atrás, interrompido por um momento e retornando com mais força ainda. Que envelheçamos aqui e nossos filhos e netos dêem continuidade a este grande projeto.
Um abraço a todos!

Texto: Iago Lomeu
Fotos:  Ferreira Neto
Assessoria de Imprensa: assessoria.kariocasrj@gmail.com

PATROCINADOR