6° FESTIVAL DE TEATRO DE QUEIMADOS
SAIBA TUDO QUE VAI ROLAR NESSE MÊS DE SETEMBRO

A cultura de Queimados irá promover no mês de setembro uma verdadeira overdose de teatro na cidade, por conta do 6º Festival de Teatro que começa no dia 6/9 e irá até o dia 27/9. Serão mais de 30 espetáculos, entre dança, música e teatro, divididos em 43 apresentações. Todas as peças serão gratuitas, a maioria com classificação livre e 90% das peças serão apresentadas no Teatro Municipal  (Avenida Marinho Hemetério de Oliveiras, SN, Centro, Queimados) em três horários: 9h, 15h e 20h. Algumas peças também serão apresentadas em praças e ruas da cidade.
Para as apresentações no Teatro, os ingressos deverão ser adquiridos na Secretaria de Educação (Praça dos Eucaliptos, Centro) e na própria Secretaria Municipal de Cultura (Rua Hernani, 372, Bairro Nossa Senhora de Fátima, das 8h às 17h. As peças acontecem sempre de terça a domingo. Nesta edição, além do Projeto “Batidas e Rimas” que consiste em um dia de grafite, dança de rua e rimas, o festival apresenta no sei encerramento o stand-up comedy de Leandro Hassum – Lente de Aumento, no dia 27/9, às 19h no Ginásio do Teatro Metodista. Vale ressaltar que os ingressos devem ser adquiridos na semana do espetáculo em cartaz.
No primeiro ano em 2009 foram 10 peças e 1.800 expectadores apenas, já no ano seguinte, teve mais de 50% de aumento com 16 peças e um público de 4.500 pessoas e no ano passado (2013) o festival contou com 15 mil expectadores, lembrou o prefeito, Max Lemos. “Estamos trabalhando permanentemente na formação de platéia, ou seja. Hoje é mais comum o filho pedir ao pai para ir ao cinema, mas não pede para ir ao teatro. Vale ressaltar, que a cada ano a qualidade e o número de espetáculos aumentam e o festival se torna um diferencial na região. Tenho muito orgulho de contribuir com o desenvolvimento cultural da minha cidade. Já estamos nos preparando para receber peças ainda maiores quando nosso anfiteatro no bairro São Roque ficar pronto,” observou o prefeito.
Diferente dos anos anteriores, este festival chega com uma primavera de oportunidades para quem gosta de cultura popular brasileira, conta o secretário de cultura da cidade, Marcelo Lessa. “O festival chega para colorir a vida dos cidadãos que estão sempre abarrotados de trabalho e preocupação. Estamos fazendo de tudo para levar diversão e arte para toda a parte da cidade e de forma gratuita. Agradeço muito a parceria destes artistas que estão fechando conosco em função da democratização da arte”, observou Marcelo.
“PARA QUE SEVEM OS POBRES?”
A primeira peça do 6º Festival de Teatro será “Para que servem os pobres” do grupo Tá na Rua que invade a Praça Nossa Senhora da Conceição no sábado, 6/9, às 11h. A peça é desenvolvida a partir do texto do sociólogo americano Herbert Gans, citado por Barrie Stacey em seu livro “Psicologia e Desigualdade Social”. Nele, Gans aponta as funções “positivas” que a pobreza e os pobres  preenchem para o resto da sociedade americana, sobretudo as seções afluentes e ricas. Seu assunto é explosivo, de ressonância político social, fala do mundo em que vivemos e os sofrimentos do ser humano. Revela as contradições e perversões dos sentimentos e pensamentos, e por oposição, de suas virtudes e possibilidades de transformação e evolução.
Programação Completa
Sábado: 06/09
Peça: Para que servem os pobres
Autor: Grupo Ta na Rua
Classificação: Livre
Local: Praça Nossa Senhora da Conceição
Horário: 11h

Terça – 09/09
Ciranda da Civilidade

O conflito é inerente à sociedade complexa e diversificada em que vivemos. Os interesses existentes dentro dela são diversos e frequentemente, conquanto contraditórios, todos legítimos e passíveis de composição, dependendo da habilidade do gestor e da boa vontade de todos. Se a resolução de conflitos por meio da construção de variados cenários é uma metodologia a ser assimilada e replicada pelos nossos dirigentes do futuro, será necessário repensar em que tipo de dirigentes queremos ter. São longos e intricados os caminhos da sustentabilidade, sobretudo no tocante aos ecossistemas urbanos. Ouso pensar que as estórias que iremos apresentar, ajudarão aos nossos dirigentes atuais, do poder local, iniciativa privada e terceiro setor a trilhá-los com mais eficiência e obter resultados melhores do que os até hoje conseguidos por nossa geração autodidata.


Autor – Carrique Vieira
Duração – 55 Minutos
Grupo: Cia Opera Teatral
Classificação: Livre
Horário: 9h e 11h –
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta – 10/09
Peça: Amigos do Meio Ambiente
Técnicas musicais para apresentar uma proposta ambiental, narrando situações em que pequenas atitudes junto à natureza fazem grandes diferenças.
Autor: Flávia Suzana
Classificação:Livre
Autor:Flávia Suzana
Grupo: Grupo Teatral Florescer
Horário: 9h e 15h –
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta – 10/09
Peça: Um sonho de redenção
Inspirado na vida de Martin Luther King, o espetáculo fala sobre luta, fé e redenção. Dona Carlota, líder da associação de moradores de Vila Martin e presidente da escola de samba da comunidade, sonha ver sua escola brilhar no Grupo Especial e fará de tudo para realizar esta façanha. Já Alexandre, jovem da comunidade, lutará por dignidade, cidadania e pelo aguardado posto de saúde do bairro. Histórias que se cruzam. Vidas que marcam e são marcadas. Enquanto passeia pelos becos e vielas da humilde Vila Martin, o espetáculo transita entre temas de uma complexa realidade social: alienação falta de perspectiva, corrupção, desejo por mudanças e religiosidade. Sempre permeada pela alegria contagiante do samba carioca, você vai se divertir e se emocionar com a história desta comunidade que, como Luther King, tem um sonho!
Autor – Filipe Lima
Duração – 90 Minutos

Grupo: Cia Hupernikão

Classificação: Livre
Horário: 20h –
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta – 11/09
Peça: A Revolta dos animais
O que acontece quando quatro animais decidem fugir de seus patrões opressores e formar um grupo musical?  Um clássico do teatro infantil recheado com belas e animadas canções.  Um espetáculo vibrante e que encanta as crianças de todas as idades e convida a embarcar nesta aventura rumo a cidade grande, vamos aprender que juntos somos muitos, somos fortes!
Grupo: Cia Queimados Encena
Classificação: Livre
Horário: 9h e 15h –
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta – 11/09
Peça: Mulheres de Nelson
“Mulheres de Nelson ou Perdoa-me por amar” é uma adaptação livre de fragmentos textuais de algumas de suas personagens femininas e depoimentos do dramaturgo a partir de uma leitura pessoal nossa sobre sua visão do Amor. A partir de fontes como: a Teoria Expressionista, Teatro da Crueldade (Artaud) e a dança japonesa do Butoh (Kazuo Ono) percorremos os labirintos do “primordiu” do Pecado Original cujo mito, para nós, é fundamental para construção do titulo de Anjo Pornográfico dado a Nelson Rodrigues na sua trajetória artística.
 
O texto é construindo de fragmentos de três peças rodriguianas: A falecida, A Serpente e Dorotéia e depoimentos pessoais de Nelson Rodrigues.  Zulmira (A falecida), Ligia e Guida (A serpente) e Dona Flávia e Dorotéia (Dorotéia) são as personagens femininas que dão voz para edificar essa visão sobre o Amor. A performance é um solo em que a atriz modula a composição dessas diversas personagens simultaneamente no mesmo tempo/espaço teatral tornando-se uma dinâmica experiência de interpretação e composição cênica. Assim quando se inicia a cena o mundo dessas personagens se abre revelando verdades, sonhos, desilusões e a fragilidade de nossa Existência. As personagens apresentam uma profunda desorientação não conseguindo apoio algum no universo externo do seu mundo, ou seja, das suas “vidas”.
 
Vida e Morte, Individuação e Engrenagem Social, Liberdade e Escravidão Voluntária são as categorias de pensamentos que norteiam a contraposição desses personagens. O texto coloca símbolos das justificativas autoindulgentes da nossa consciência sufocada pela sempre presente Culpa do nosso Pecado Original.
 
Grupo: CETA
Classificação: 16 anos
Horário: 20h –
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta– 12/09
Peça: Na Pancada do Ganzá
O espetáculo “Na Pancada do Ganzá” é uma livre adaptação teatral em forma de cordel do universo de Ariano Suassuna, e utiliza elementos da cultura popular brasileira. A história é narrada por um grupo de Quadernas/Anjos. Os personagens ganham vida através da farsa nordestina utilizadas pelos atores em cena. Optamos por brincar com o universo regional na encenação, procurando traduzir uma linguagem brasileira tornando-a universal. O espetáculo tem a proposta de através desta adaptação aprofundar manifestações relevantes da cultura popular, tais como: o cordel nordestino, o teatro de mamulengo, os brincantes, os folguedos, as danças populares, o repente e a xilogravura.
Grupo: Laboratório Cultural
Classificação: Livre
Horário: 9h e 15h –
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta– 12/09
Peça: Até que a morte nos prepare
Uma família de crentes que faz tudo contrário ao que manda a bíblia. De uma forma bem cômica a morte resolve fazer uma visita a essa família, é então que o bicho pega, porém a morte resolve levar alguém. E agora quem vai morrer?
Grupo: Cia Dom Real
Classificação: Livre
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sábado - 13/09
Peça: A caminho de Belém, a cidade que tudo tem
“A Caminho de Belém – a cidade que tudo tem” conta a história da menina Lúcia que, hipnotizada pelos comerciais do programa que assiste, acaba indo parar em outro lugar. Lá, ela encontra  uma trupe de teatro que deixa para trás uma bailarina com sua perna quebrada. As duas vão enfrentar as agruras de um caminho desconhecido para chegar até a cidade de Belém, a cidade que tudo tem. No percurso, encontram um senhor ranzinza que é dono de um vagão que as levará até a tal cidade, um menino aficionado por videogames, um guerreiro medroso, a misteriosa dona da árvore e uma dupla bem atrapalhada.
Grupo: Cia Código
Classificação: Livre
Horário: 11h
Local: Praça do Fórum (Rua Otília, SN, Centro)

Sábado - 13/09
Peça: Amorosa – Uma pequena cidade no coração do Brasil
Dois atores e trinta bonecos representam todos os habitantes da pequena cidade de Amorosa. São personagens característicos como a prefeita da cidade, o dono do botequim da esquina, as fofoqueiras debruçadas nas janelas, as mocinhas namoradeiras, as meninas tímidas do colégio interno, o padre, a beata, o capitão e tantos outros. Eles criam o ambiente de interior e revelam suas peculiaridades. 
Grupo: Fátima Café
Classificação: Livre
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Domingo – 14/09
Peça: A gaiola das loucas
A Gaiola das Loucas é uma boate com apresentações de travestis. O clube é administrado por um casal homossexual, a vedete Zazá e George. O filho do último resolve levar a noiva, filha de uma família tradicional, para conhecer os seus pais. O casal tenta esconder seu estilo de vida, mas a situação complica quando a moça leva o pai, um deputado conservador, para jantar com os novos parentes.
Grupo: Silhueta Produções
Classificação: 14 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Terça – 16/09
Peça: Mitos Gregos para crianças
Três contos da Mitologia Grega, contados a partir dos deuses enquanto ainda eram crianças. A visão das experiências dos deuses em sua mais tenra infância aproxima as crianças das incríveis, poéticas e por vezes assustadoras histórias, que remontam desde as maravilhas divinas desses seres até seus mais humanos erros e fragilidades.
Grupo: Talita Leoneli
Classificação: livre
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta – 17/09
Peça: O Encontramento do Brasil
O espetáculo conta a verdadeira historia do descobrimento do Brasil através de seus personagens. 
Com contração de historia e música ao vivo, o espetáculo é narrado de maneira lúdica e divertida.
Grupo: Cia Palco Literário
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta – 17/09
Peça: O Alienista
Simão Bacamarte é um médico conceituado, que resolve abrir em Itaguaí um hospício. Como ele é responsável por decidir quem é louco, acaba colocando dentro da Casa Verde, nome dado ao hospício, mais da metade da população de Itaguaí. 
O que é ser louco? Ate onde vai a normalidade? Ate Simão Bacamarte se questiona sobre isso, e este questionamento o leva a uma decisão surpreendente.
Grupo: Cia Palco Literário
Classificação: 14 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta – 18/09
Peça: A Festa no Céu
Com muita música e resgatando as cantigas de roda, a “Festa no Céu” conta a história de Sapo muito malandro que tenta de várias formas chegar a uma divertida festa onde só os animais que voam foram convidados.
Grupo: Cochicho na Coxia
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta – 18/09
Peça: Até que a tampa do vaso nos separe
Comédia sobre o relacionamento de um casal  hétero construída a partir de improvisações do tema: Vida a dois. O espetáculo narra de forma divertida situações limites que podem levar um casamento ao fracasso, num ritmo frenético como um grande game, onde espectadores interagem com os intérpretes.
Grupo: Cia Queimados Encena
Classificação: 14 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 19/09
Peça:  Geração On line
O trabalho é uma visão critica e bem humorada sobre a relação do adolescente contemporâneo com a internet. A relação do adolescente com a internet visando um olhar de dentro, do próprio jovem para a sua realidade. Um espetáculo vibrante, divertido, com forte identificação da plateia com os personagens e situações retratadas na trama, que aborda temas como relações humanas a distancia, perigos da internet, relação dos adolescentes com ídolos fabricados, bastidores do show bizz, conflitos de gerações e muito mais. A peça conta a historia de 4 amigas que se conheceram pela internet mas nunca se viram pessoalmente. Elas têm em comum a paixão pelo ídolo teen Bruno Bieber, e dai nasce uma forte amizade entre elas, que compartilham pela internet suas angustias, sonhos, frustrações e segredos. Quando o ídolo anuncia o seu primeiro show no Brasil, elas precisam sair do mundo virtual e enfrentarem diversas confusões para realizarem o desejo de verem o ídolo pessoalmente, e descobrirem se essa forte amizade surgida no mundo virtual sobrevive ao tal mundo real...
Grupo: NAEM
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 19/09
Peça: Lola, La Fabulosa
Lola, la Fabulosa é uma divertida comédia, que apresenta as desventuras de Lola, uma artista de cabaré que tenta realizar o seu show, no qual se misturam números de magia, dança e neo-burlesco, todos realizados com o máximo do empenho e, na maioria das vezes, o mínimo de sucesso. Isto porque, ainda que Lola seja uma bela mulher, que se pretende charmosa e sedutora, em poucos minutos de cena fica claro que ela está muito mais próxima dos paspalhos do que das grandes divas, deixando o público à vontade para rir das situações apresentadas. O espetáculo é construído a partir de um jogo direto e franco com a plateia, sempre acompanhado de muito glamour, plumas, paetês e trapalhadas.
Grupo: Ana Sawen
Classificação: 14 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sábado - 20/09
Peça: Batidas e Rimas
Grafite, Dança de Rua e rima.
A intenção é mostrar para a juventude as diversas maneiras de produzir arte, seja através da dança, da rima ou através de desenhos, utilizando a arte como ponto de aproximação com o jovem. O evento importante  não só para disseminar a cultura desse seguimento, mais principalmente para oferecer para os jovens mais uma alternativa de emprego e renda.
Grupo: TMJ Produções
Classificação: livre
Horário: 15h
Local: Praça Mauro Ferrão (antiga praça da Delegacia (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sábado - 20/09
Peça: Favela
Favela conta histórias de moradores comuns de uma comunidade. A senhora aposentada que passa o dia na janela observando a vida alheia; o pastor de uma igreja preocupado que sua única filha se misture com os outros  jovens da favela; o casal que vive brigando e fazendo as passes; a mãe solteira de vários filhos; o malandro mulherengo que não se entende com a mãe evangélica  e  ,protagonizando a história,  dois jovens primos que fazem escolhas diferentes na vida um entra para faculdade de engenharia e outro para o trafico da comunidade. O grande mote do espetáculo é “A VIDA É FEITA DE ESCOLHAS”. O que você quer da vida? Quais escolhas você fez? Onde elas te levaram? Quais escolhas que você fará?
Grupo: Prama Comunicações
Classificação: livre
Horário: 20h
Local: Ginásio da Escola Municipal Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Domingo - 21/09
Peça: Deixa Clarear
O espetáculo passeia pelas varias fases da carreira e da vida de Clara Nunes com um repertório composto por grandes compositores, como: João Nogueira, Paulo Cesar Pinheiro, Paulinho da Viola, Candeia, Chico Buarque, Nelson Cavaquinho, entre outros. A música presente atua como uma extensão da cena e as letras também constituem uma dramaturgia. “Deixa Clarear” visita de forma delicada a memória da Clara Nunes e do universo musical presente em sua trajetória. O objetivo também é incentivar a juventude a valorizar a música brasileira e suas raízes genuínas.
Grupo: Clara Santhana
Classificação: livre
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Terça - 23/09
Peça: O Mestre da Imaginação
O texto nos fala da divertida história de um jovem mestre de magia que, por acordar atrasado e perder a sua aula inaugural, invade as pressas o famoso Laboratório dos Professores do Saber. E, uma vez lá, ele descobre que todos desapareceram. A partir de então ele precisa descobrir o que aconteceu com a Professora Alegria, Com a Professora Histórias das Memórias, com o Professor Tabuada e com o Professor Prudêncio, o mestre dos Mestres. Ao perceber um bilhete próximo a Janela das Respostas e encontrar a Varinha da Poder, o jovem aprendiz descobre que a Máquina de Magia do Mundo, aquela que produz as invisíveis Bolinhas de Criatividade, foi roubada. Sendo assim, ele se vê obrigado a subir no Tapete Busão Voador e recuperar o que nunca poderia ser perdido: os sonhos infantis. A sua busca é embasada pela alegria e pelo conhecimento. Uma divertida aventura de tirar o folego!
Grupo: O sopro do ator
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)


Quarta - 24/09
Peça: S.O.S Terra
Yuri é um menino que vive no campo.
Um dia ele se depara com uma turma de destruidores da natureza, que pretende acabar com a floresta para a construção de uma fábrica de pesticidas, que poluirá todo o meio ambiente, incluindo os rios próximos.
Esta turma de extravagantes personagens inclui um caçador, um lenhador, um fiscal e um empresário.
Com a ajuda involuntária de vários animais da floresta, o menino acaba sem querer, ao menos provisoriamente, impedindo que o plano dos vilões seja levado adiante.
Convidado por seu tio, o Professor Palhares, para conhecer seu laboratório, Yuri parte para a cidade. O seu tio lhe apresenta então uma série de invenções com o objetivo de preservar o meio ambiente e conscientizar as pessoas a fazerem o mesmo. Dentre estas invenções, podemos destacar o Robô, que ensina várias coisas ao menino.
O espetáculo tenta conscientizar as pessoas de que o Planeta Terra precisa ser salvo.
E isso só é possível com a ajuda e o envolvimento de todos, através de pequenos gestos no nosso dia a dia, numa mudança de hábito coletiva em que todas às pessoas trabalhem em prol de um mundo melhor.
Grupo: Robson Colonni
Classificação: livre
Horário: 9h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta - 24/09
Peça: Contos e Causos da Pedra do Sal
Um Policial chamado Bispo, com serviços prestados até mesmo a Presidência da República, leva-nos a descobrir uma teia de informações que se articula a partir do espaço HISTÓRICO da Pedra do Sal, com desdobramentos na política regional, nacional e internacional,  evidenciando a importância do Protagonismo afrodescendente na história do Brasil.
Uma mistura de teatro, percussão artística e história inspirada da estética e dinâmica Griot, para contar histórias (verdadeiras e ficção), que partem da Pedra do Sal, com ponto geopolíticosocial, deixando ramificações na Baixada Fluminense que remontam essa herança do negro na história do Brasil, contribuindo para a construção e fortaleciomento da auto estima, além de resgatar fatos e lugares no Rio de Janeiro onde se cosolidou a presença da comunidade afro brasileira, no séulo XIX.
Grupo: Macedo Griôt
Classificação: 16 anos
Horário: 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quarta - 24/09
Peça: Sob o signo de Vênus
Sob o Signo de Vênus é um espetáculo teatral que culmina em diversas plataformas artísticas, cujo objetivo principal é pensar, discutir e valorizar os aspectos sociais, políticos, artísticos e filosóficos da figura feminina no mundo. O espetáculo é oriundo de uma pesquisa cênica com referências femininas do universo dramatúrgico mundial: De Antígona a Senhora Carrar. Figuras históricas como Pagu, Frida, Safo, entre outras. Poetisas e escritoras que vão de Simone de Beauvoir a Renata Pallottini. Mulheres de grande renome nacional e internacional, mas também mulheres desconhecidas, simples e aparentemente banais.
Grupo: Serragem – Investigação Cênica
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta - 25/09
Peça: Pingo e Gota – O amor através das águas
Pingo e Gota são perdidamente apaixonados um pelo outro, mas ás suas famílias não se dão muito bem, S.r. Hidrogênio e Sra. Oxigênio vivem em constante desentendimento,  Petrolino o Mensageiro do Reino das águas Cristalinas, tenta casar com Gota e destruir toda a água do planeta, Mas a Deusa H2O o desmascara e mostra a todos a importância da água para o ser humano.
Este espetáculo traz a mensagem de conscientização, numa didática bastante divertida.
Grupo: Fanfarra Produções
Classificação: livre
Horário: 9h e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Quinta - 25/09
Peça: Construção
A peça se passa em um local e tempo não definidos, narra o cotidiano de pessoas da classe baixa, onde a luta pela sobrevivência traz conflitos no lar. Algumas dessas pessoas conseguem um emprego em uma construtora recém chegada no local. Surge uma esperança de dias melhores. Chico, personagem central, é o Carpinteiro que vive isolado em seu “mundo” com uma garrafa de bebida e ouve vozes. Porém Chico percebe que a mais valia é muito intensa dentro desse universo de trabalho, existe no local uma ditadura imposta, e Chico, trava uma luta contra essa ditadura. Chico descobre uma fraude, na tentativa de avisar aos colegas de trabalho é tido como louco e alcoólatra; é torturado e morto.
Grupo: Cia Atores da Fábrica
Classificação: 14 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 26/09
Peça: Zu e Mulato
Zuzu e Mulato são um casal de namorados do nordeste do Brasil.
Apaixonados e entregues, o casal protagoniza um texto leve e dinâmico que através da linguagem fala de amor, interpretação, casamento, sexo e gramática.
Zu e Mulato – A Gramática do Amor nos leva ao universo imaginado dos apaixonados, trazendo o olhar romântico e desajeitado do amor calouro.
O amor e o calor das personagens Zu e Mulato, diverte e encanta em uma verdadeira comédia romântica cordelista.
Grupo: Trupequin
Classificação: 12 anos
Horário: 9 e 15h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sexta - 26/09
Peça: Novelas
Concentra, em 1 hora e meia de humor e música, reviravoltas e peripécias que caberiam nos 180 capítulos de uma épica telenovela brasileira.
A trama se desenvolve através de 15 temas musicais inesquecíveis de todas as décadas, cantados e tocados ao vivo.
Com um olhar divertido sobre a essência de melodrama e folhetim que há em toda novela, o musical narra a saga de uma “Helena”, jovem acusada de matar o próprio pai.
Injustiçada, foge para a Índia e volta, anos depois, para um acerto de contas
Grupo: As sadomasoquistas
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Sábado - 27/09
Peça: Tremelicando
Um espetáculo de circo-teatro de rua estrelado pelos palhaços Currupita e Café Pequeno, que apresentam um roteiro de números excêntricos musicais, onde objetos comuns como bombas de bicicleta, sinos, latas, moedas, buzinas e guizos são transformados em instrumentos musicais inusitados, resgatados através de uma pesquisa sobre a vida e obra dos palhaços Treme-Treme e Corrupita. A figura tradicional do homem dos sete instrumentos, artista que toca vários instrumentos simultaneamente, é trazida ao picadeiro através dos atores.
Grupo: Oficina
Classificação: livre
Horário: 11h
Local: Entrada do condomínio do bairro Valdariosa (Local sem confirmação)

Sábado - 27/09
Peça: Lente de Aumento
Lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida que estão à nossa volta e que nunca tivemos oportunidade ou paciência para analisar. A identificação do público com as situações do dia-a-dia é a matéria prima para que Leandro Hassum cative o público e chegue ao seu produto final: Risadas!
Envolvente, carismático e com a sua reconhecida capacidade de improvisação, Leandro Hassum interage em vários momentos com a plateia convidando todos a refletir sobre como pode ser ilógico aquilo a que chamamos de cotidiano.
Lente de Aumento dura aproximadamente 45 minutos.
LENTE DE AUMENTO tem o formato de stand-up comedy, onde Leandro Hassum com uma mesa e um microfone são os ingredientes principais para levar o público ao riso.
Grupo: Leandro Hassum
Classificação: livre
Horário: 19h
Local: Ginásio da Escola Municipal Metodista (Av. Marinho Hemetério de Oliveira, SN, Centro, Queimados)

Blogueira: Juliana Andrade - Face: Juju Tavares

PATROCINADOR