VACINA CONTRA HEPATITE A ENTRA NA ROTINA DE IMUNIZAÇÕES EM QUEIMADOS

A Secretaria de Saúde de Queimados começou nesta semana a campanha de vacinação contra a Hepatite A. Serão disponibilizadas 550 doses da vacina para o mês de agosto e, como a vacinação entrou para a rotina de imunizações, mensalmente, a coordenação irá receber novas remeças até imunizar 2.540 crianças na faixa etária entre 12 meses e um ano, 11 meses e 29 dias. Elas devem receber dose única de 0,5 ml, por via intramuscular, no músculo vasto - lateral da coxa. As vacinas já foram distribuídas para os postos de saúde da cidade.

Segundo a coordenadora de imunização de Queimados, Andrea Veloso, a cidade não registrou ainda nenhum caso da doença e a vacinação está sendo feita como forma de prevenção. “Não temos relatos da doença na cidade, mas ficamos muito felizes em poder acrescentar a vacina na rotina da criança. Como a dose é única acreditamos imunizar todas as crianças em no máximo três meses”, disse a coordenadora.


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), todos os anos ocorrem cerca de 1,4 milhões de casos de Hepatite A em todo o mundo, sendo identificados casos esporadicamente e epidemias, com uma tendência para as recorrências. A Hepatite A apresenta alta prevalência nos países com precárias condições sanitárias e socioeconômicas.

Formas de contágio
A principal via de contágio é a fecal - oral, por contato inter-humano ou por meio de água e alimentos contaminados. Contribui para a transmissão a estabilidade do vírus no meio ambiente e a grande quantidade de vírus presentes nas fezes dos indivíduos infectados.A disseminação está relacionada com a infraestrutura de saneamento básico e a aspectos ligados às condições de higiene praticadas.

A Hepatite A e doença habitualmente benigna na infância e de incidência frequente e precoce nas populações de baixa renda que vivem em más condições de saneamento básico. Entretanto, em regiões que apresentam melhores condições de saneamento, estudos têm demostrado que a incidência se desloca para faixas etárias mais altas (adolescentes, adultos e idosos), nos quais a infecção é freqüentemente sintomática e eventualmente grave.


Tratamento e cura
Não há nenhum tratamento especifico para a Hepatite A. A recuperação dos sintomas após a infecção pode ser lenta e demorar várias semanas ou meses. A terapia visa a manutenção de conforto e equilíbrio nutricional adequado, incluindo a reposição de fluidos que são perdidos com vômitos e diarréia, portanto, a prevenção é a medida mais importante para seu controle como a vacinação.

Imunização
A Vacina adsorvida Hepatite A (INATIVA) purificada é uma vacina injetável, de vírus inteiro, inativado, altamente purificado, que ajuda a prevenir a infecção do fígado causada pelo vírus da Hepatite A.


Blogueira: Juliana Andrade - Face: Juju Tavares
Foto: Luiz Ambrósio 

PATROCINADOR