MOTOTAXISTAS UNIFORMIZADOS TÊM A PREFERÊNCIA DA POPULAÇÃO QUEIMADENSE

Mototaxistas de Queimados, na Baixada Fluminense, têm aprovação da população e do município para circularem dentro dos regimes da lei. A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) está desencadeando o processo de regulamentação da lei municipal 1087/12, que regulariza o trabalho de moto-taxi na cidade, onde os primeiros passos já estão dando resultado com o cadastro dos profissionais e uso de uniformes. Desde que os mototaxistas aderiram ao uso do recurso, no dia 18 de julho, a população tem aprovado a medida, com um aumento de quase o dobro do número de passageiros. A próxima etapa será a entrega dos crachás de identificação e a padronização das motocicletas e capacetes.


De acordo com o secretário da pasta, Edimilson Gomes, a Semop vem realizando um intenso trabalho de organização deste serviço e para que o mototaxista receba o uniforme é necessário um cadastro com a comprovação de todos os documentos em dia para o exercício da profissão, entre eles, CPF, RG, documento do veículo, Habilitação, Certidão de Nada Consta Cíveis e Criminais, Comprovante de Residência, fotografia, Certificado de Reservista. As informações sobre o cadastro para fazer parte dessa legalização deverão ser buscadas junto à equipe SEMOP, na sede da Secretaria que fica na Rua Alves, 72 - Centro - Queimados.


O secretário afirmou, ainda, que a próxima etapa será a entrega dos crachás de identificação e a padronização das motocicletas e capacetes. Além disso, o município está providenciando a concessão provisória que terá a validade de um ano, até que se obtenha a concessão permanente desde que não cometa uma série de infrações, que ultrapassem a pontuação estipulada. "Com essa categoria organizada e reconhecida como profissional todo mundo sai ganhando, os próprios, os usuários e a população no geral. Isso porque, com o poder público fiscalizando, a segurança e bom serviço prestado por eles será sempre garantidos. Fico extremamente feliz e orgulhoso em ver esse projeto, esse sonho do prefeito Max Lemos, sendo colocado em prática", diz Edmilson. 


Usuários e profissionais aprovam

Segundo o mototaxista Robson Reis, há nove anos na profissão, o numero de passageiros que ele transporta dobrou desde a utilização dos uniformes. “Há muito tempo sustento família, pago pensão e construí minha casa com este serviço, mas a nova medida me deu mais segurança para seguir minha profissão. O retorno financeiro é maior e, ainda, trabalho com mais tranquilidade. Não sou visado por policiais, pois sabem que quem usa uniforme tem os documentos em dia, não estamos trabalhando na clandestinidade”, conta Reis.


Da mesma forma o pastor Lucio Alves,de 57 anos, afirma que dá preferência para os trabalhadores uniformizados. “Sempre utilizo o serviço, é mais fácil e mais rápido do que o ônibus. Só pego estes mototaxis agora, sei que estão trabalhando dentro da lei, além disso, qualquer problema que eu tenha, há como recorrer pelo número de identificação”, destacou. 








Blogueira: Juliana Andrade - Face: Juju Tavares
Fotos: Magda Mariotini
Texto: Camila de Paula

PATROCINADOR